domingo, 5 de junho de 2016

Navio Patrulha Classe Piratini

Navio Patrulha Classe Piratini


Lista de Navios
P-10 - Piratini
P-11 - Pirajá
P-12 - Pampeiro
P-13 - Parati
P-14 - Penedo
P-15 - Poti

Batimento de Quilha: 27 de maio de 1968
Lançamento: 26 de fevereiro de 1970
Incorporação: 30 de novembro de 1970
Construtor: Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro

Deslocamento: 105 ton (carregado).
Dimensões: 
28.95 m de comprimento,
6.10 m de boca
1.90 m de calado.

Propulsão:
4 motores diesel Cummins VT-12M com uma potência combinada de 1.100 bhp, acoplados a
2 eixos com hélices de passo fixo.

Eletricidade: 1 gerador de 40 Kw.

Velocidade:
19 nós máxima,
15 nós de cruzeiro
12 nós econômica

Raio de ação: 
1.000 milhas náuticas à 15 nós.
1.700 milhas à 12 nós (18 dias).

Armamento: (No Projeto)
3 metralhadoras .50 pol. (12.7 mm), em um reparo singelo e um geminado;
1 morteiro de 81 mm acoplado ao reparo de .50 da proa.

Armamento: (Atualmente)
1 canhão de 20mm Oerlikon Mk 10.
2 metralhadoras 12,7 mm

Sensores: 1 radar de navegação Decca RM 1070A.
Código Internacional de Chamada: PWPI
Tripulação: 16 homens, sendo 2 oficiais e 14 praças.



A Classe Piratini é uma classe de navios patrulha (NPa) da Marinha do Brasil construídos no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, baseado na Classe Cape, da Guarda Costeira dos Estados Unidos.

Estes navios foram incorporados entre 1970 e 1971 e classificados como Navios Patrulha Costeiros (NaPaCo). A metralhadora e o morteiro geminados da proa foram substituídos em 1985 por um canhão de 20mm Oerlikon Mk 10. Em 1993, foram transferidos para patrulhas fluviais na Flotilha do Mato Grosso e no Grupamento Naval do Norte, pois seu projeto sempre considerou o uso em rios.












Nenhum comentário:

Postar um comentário