quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

NDM Bahia

Navio Doca Multi propósito (NDM)
G-40 Bahia

Nome: NDM Bahia  (Ex TDC - Siroco)
Construtor: DCN Brest
Previsto: 09 de outubro de 1995
Lançado: 14 de dezembro de 1996
Descomissionado da Marinha Francesa: Julho 2015
Identificação: G40 (Ex-L 9012)
Status: Vendido a brasileira Marinha, 07 de agosto 2015


Deslocamento:

11.300 toneladas (standard)
12.000 toneladas (carga completa)
Comprimento: 168 m (551 pés)
Boca: 23,5 m (77 ft)
Calado: 5.2 m (17 pés)
Potência instalada: 20.800 hp (15.500 kilowatts)

Propulsão:
Motores: 2 SEMT Pielstick 16 PC 2.5 diesel V400
Auxiliares: 1 hélice (1.000 hp)
Planta elétrica: 5-SACM Unidiesel diesel alternadores
A energia elétrica: 4.250 kilowatts (5 × 850 quilowatts)

Velocidade: 21 nós (39 km / h)
Alcance: 20.300 km (11.000 milhas náuticas)

A embarcação transportada: (8 CTM) ou (4 + 1 CTM CDIC) ou (2 CISC)
Aeronaves: 4 helicópteros H-36 Caracal

Tripulantes:
20 oficiais
80 suboficiais
60 Praças

Tropas: 
450  para trânsitos de longa duração
900 para um pequeno cruzeiro
2000  por um trânsito de 48 a 72 horas

Capacidade:
22 Tanques Médio (Leopard 1A5)
44 Blindados de Reconhecimento (EE-9 Cascavel)
22 veículos de Transporte de Tropas (VBTP-Guarani)
41 Veiculos Leves (Marruá AM2 VTNE)
54 caminhões (Marruá AM41)
15 caminhões Leves (Marruá AM21)
5 tanques de combustível
2 tratores
6 Morteiros 120 mm

Hospital - Área: 500 m²
Camas: 51
Salas de operações: 2
Clinica Dental
Sala de raios-X
Laboratório de Biologia
Sala de tratamento para vítimas de queimaduras


Armamento:
3 Sistemas de Misseis Antiaéreo Mistral (alcance: 6Km)
3 Canhões Antiaéreo 30 mm Mauser Breda (alcance: 3Km)
4 Metralhadoras M2-HB  Browning 12,7 milímetros (alcance: 1,5Km)



O NDM Bahia, ex-Siroco, é um navio com deslocamento de 12.000 toneladas (a plena carga), com 168 metros de comprimento, 23,5 metros de boca, calado de 5,2m, capacidade de atingir até 21 nós de velocidade máxima e com alcance de 11.000 milhas náuticas a 15 nós.

A classe “Foudre” (de dois navios, cujo líder também foi desativado da Marinha Francesa e comprado pelo Chile) tem acomodações para uma tripulação de aproximadamente 200 pessoas e mais de 450 fuzileiros navais para missões em operações de desembarque anfíbio (em situações emergenciais, pode acomodar mais de 1.500 pessoas). O hangar e convoo podem acomodar até sete helicópteros médios do porte do Super Puma, com pontos para pouso e decolagem de duas aeronaves no convoo e uma na cobertura junto à popa. A operação normal (com capacidade para apoiar e reabastecer simultaneamente, em operações contínuas) é de até 4 aeronaves.



A doca alagável, com cerca de 13.000 metros quadrados, permite operar diversas combinações de embarcações de desembarque de grande e médio porte. Essas características, somadas a instalações hospitalares com duas salas de cirurgia e 47 leitos, conferem ao navio uma capacidade multipropósito (para variadas operações militares e humanitárias).



Até o final do ano, a Marinha do Brasil (MB) deverá incorporar o NDM Bahia, navio de desembarque anfíbio dotado de doca alagável à popa, além de amplo convoo e hangar para a operação de helicópteros médios e outras facilidades que o classificam como multipropósito. As providências para envio de pessoal à França para a fiscalização, apoio e recebimento do navio constam de portarias do Comando da Marinha com data de terça-feira, 8 de setembro, e publicados nesta quarta (9 de setembro de 2015). O texto das portarias está mais abaixo.

O navio servia desde 1998 na Marinha Francesa (Marine Nationale) com o nome Siroco, sendo desincorporado em julho deste ano e oferecido ao Brasil (veja matérias anteriores ao final). A designação NDM significa “Navio Doca Multipropósito”, diferenciando-se de navios similares, porém mais antigos e limitados, classificados na MB como “Navio de Desembarque Doca” (NDD), como é o caso do NDD Ceará.



O site francês Mer et Marine noticiou que o navio de desembarque doca (TCD – Transports de Chalands de débarquement) Siroco, da classe “Foudre”, foi pela pela primeira vez ao mar com marinheiros brasileiros a bordo. O navio, que partiu da base naval de Toulon em 26 de outubro, começou uma série de viagens para treinar sua futura tripulação.

Os primeiros militares brasileiros chegaram à França em setembro 2015, mas a maior parte da futuro tripulação chegou recentemente em Toulon. Eles são agora 180 a bordo, supervisionados por marinheiros e instrutores franceses da DCI.



O Siroco, que deve ser rebatizado como Bahia, deve seguir para o Brasil até o final do ano.

A classe  “Foudre” de dois navios operou a partir de 1990. O Foudre foi vendido em 2011 para a Marinha do Chile.



Siroco virá com armamentos e embarcações

PUBLICAÇÃO NO DIÁRIO OFICIAL – DOU

DIRETORIA DE ENGENHARIA NAVAL
AVISO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO

TJDL N.º 2/2015; Objeto: Obtenção por “oportunidade” de um Navio Doca Multipropósito (NDM), com todos seus sistema e subsistemas, duas Embarcações para Desembarque de Viaturas e Material (EDVM), uma Embarcação de Desembarque de Carga em Geral (EDCG), sobressalentes, ferramentas especiais, instrumentos e equipamentos de teste, documentação técnica, armamento orgânico (metralhadoras e lançadores de mísseis), equipamentos de salvatagem, combate à incêndios e controle de avarias, junto à Marinha Nacional Francesa. Valor: C = 80.066.721,00 (oitenta milhões, sessenta e seis mil, setecentos e vinte e um euros), equivalentes à R$ 350.844.364,75 (trezentos e cinquenta milhões, oitocentos e quarenta e quatro mil, trezentos e sessenta e quatro reais e setenta e cinco centavos). Enquadramento Legal: IncisoXXIX do art. 24 da Lei nº 8.666/93. Processo nº 63007.003053/2015-27. Autorizado por DAS-102-2 HERALDO MESSEDER DE SOUZA, Ordenador de Despesa; Ratificação: V Alte (EN) FRANCISCO ROBERTO PORTELLA DEIANA em 06/11/2015, nos termos do art. 26 da Lei nº 8.666/1993.

MANOEL R. MACHADO FRANÇA
2º Gerente de Obtenção de Meios Distritais e da DHN

































































3 comentários:

  1. Belas imagens do futuro NDM Bahia.

    ResponderExcluir
  2. Um navio merecedor do posto de Navio Comando da Esquadra.
    precisávamos e merecemos.

    ResponderExcluir
  3. Vou entrar nele agora... Esta em Itajaí, SC... Data: 28/01/2017

    ResponderExcluir