domingo, 4 de outubro de 2015

Defesa em profundidade

Programa Nuclear  Militar
Historia Nuclear
Programa Nuclear Brasileiro













Defesa em profundidade





A defesa em profundidade consiste na prevenção de acidentes. Se, mesmo assim, um acidente ocorrer, essa defesa deve limitar as possíveis consequências e a evolução para uma condição mais grave, de forma a proteger o público e o meio ambiente dos efeitos da radiação.

Tudo começa com a prevençao contínua de anormalidades operacionais e falhas de equipamentos ou humanas. Para tanto, é fundamental que haja um projeto conservativo (que leva em consideração eventos com baixíssima possibilidade de acontecer), uma construção e uma operação de alta qualidade.

Se mesmo assim ocorrer uma operação anormal ou uma falha, é preciso identificá-la e controlá-la. Por isso, existem diversos dispositivos de detecção, além de sistemas de controle, limitação e proteção. Caso a gravidade da situação evolua para os acidentes previstos pelo projeto da instalação, os sistemas de segurança e os procedimentos previstos para condições de acidente devem ser capazes de controlar a situação.

No caso do evento ultrapassar as condições previstas nas bases do projeto (as chamadas condições severas), o controle da situação se fará através da limitação do progresso do evento e da mitigação de suas consequencias.

Para isso, a gestão do acidente deve incluir as ações complementares que se fizerem necessárias. Se houver uma liberação significativa de material radioativo, as consequencias radiológicas devem ser mitigadas através das ações do plano de emergência externo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário