domingo, 26 de julho de 2015

OTAN se reúne na terça a pedido da Turquia


RUXELAS (Reuters) - O secretário-geral da aliança militar Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, convocou uma reunião de emergência na terça-feira para discutir segurança a pedido da Turquia, depois de um ataque suicida a bomba na última semana e da operação das forças de segurança turcas contra o Estado Islâmico e o os militantes do PKK, partido curdo.

A Otan disse em comunicado neste domingo que o Conselho do Atlântico Norte, que inclui os embaixadores dos 28 países aliados da Otan, vai se reunir após pedido da Turquia para oferecer consultoria de acordo com o artigo 4 do tratado de fundação da aliança.

"A Turquia requisitou a reunião tendo em vista a seriedade da situação depois dos hediondos ataques terroristas dos últimos dias, e também para informar aos aliados sobre as medidas que está tomando", disse a Otan.

"Os aliados da Otan acompanham os desdobramentos de perto e permanecem em solidariedade à Turquia."

De acordo com o artigo 4, os membros são encorajados a trazer seus assuntos internos à mesa para discussão e consultoria política. Desde a criação da aliança em 1949, esse artigo foi invocado várias vezes, como pela própria Turquia em 2003 e 2012 e pela Polônia em 2014.

A Alemanha, a Holanda e os Estados Unidos enviaram duas baterias de anti-mísseis cada, além de soldados, para operar no começo de 2013 depois que a Turquia pediu à Otan ajuda para aumentar a segurança na fronteira devido à guerra civil na Síria.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário