segunda-feira, 27 de julho de 2015

Ataque terrorista na Índia deixa 6 mortos

Soldados indianos se posicionam durante tiroteio. EFE/Raminder Pal Singh
Um ataque perpetrado por um grupo de homens vestidos com uniforme militar no noroeste da Índia deixou seis mortos e sete feridos e o enfrentamento continua neste momento em uma delegacia.

O porta-voz da polícia do distrito de Gurdaspur, no estado do Punjab, na fronteira com o Paquistão, confirmou à Agência Efe que três civis e três policiais morreram no ataque, que começou nesta madrugada.

De acordo com informações extra-oficiais recolhidas pela imprensa, o grupo de assaltantes, de entre três e quatro pessoas, atirou em um ônibus de passageiros, e depois entrou em um centro de saúde, onde também abriu fogo.

Em seguida eles foram para a delegacia, onde se entrincheiraram e onde continua o confronto com os agentes.

O governo ainda não se pronunciou sobre as circunstâncias deste incidente, embora o ministro do Interior, Rajnath Singh, tenha afirmado no Twitter que deu instruções para aumentar a vigilância na fronteira com o Paquistão.

Apesar de ter informado que membros das forças de elite do Punjab foram tomar o comando da operação antiterrorista, ele não deu detalhes sobre o andamento do confronto.

Em paralelo a este assalto, as forças de segurança locais também encontraram cinco bombas de fabricação caseira instaladas em um trecho da linha férrea neste estado, que não chegaram a ser detonadas.

As autoridades investigam se existe algum vínculo entre os incidentes.

O distrito de Gurdaspur, onde aconteceram os ataques de hoje, faz fronteira com a Caxemira indiana, única região do país de maioria muçulmana e onde atuam com certa frequência facções separatistas que simpatizam com o Paquistão.

A região da Caxemira é o principal ponto de enfrentamento entre Índia e Paquistão, que disputam a soberania desse território desde a partilha do subcontinente e a criação dos países, em 1947.

Fonte: EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário