domingo, 25 de janeiro de 2015

Gripen NG - SAAB

Gripen NG 
SAAB


Ficha Técnica

Velocidade de cruzeiro: mach 1,2
Velocidade máxima: mach 2.0 ou seja chega a 2450 Km/h (2 vezes a velocidade do som)
Razão de subida: *15240 m/min
Potência: 0,93
Fator de carga: 9 Gs
Taxa de giro: 30º/s
Razão de rolamento: 220º/s
Teto de serviço: 16000 m.
Raio de ação/ alcance: 1300 km/ 4070km
Alcance do radar: Selex ES-05 Raven 120 Km
Empuxo: Um motor General Eléctric F-404G com 9790 kgf de empuxo máximo.
Comprimento: 14,1 m
Envergadura: 8,4 m
Altura: 4,5 m
Peso: 7100 kg.

Ar Ar: 
Míssil AIM-120 Amraam,
Meteor
Sidewinder
Iris-T
Python 4
Python V
A-Darter
AIM-132 Asraam
Míssil Derby

Ar Terra:
Míssil AGM-65 Maverick
RBS-15F antinavio
Bombas guiadas a laser da família Paveway (GBU-10, 12 e 16)
Bomba dispensadora de submunições DWS-39 planadora
Bombas da família JDAM
guiadas por GPS (GBU-31, 32, 38)
míssil antinavio RBS-15
míssil Taurus KEPD 350
Bomba guiada por GPS Spice
Bombas de queda livre da série MK-80

Interno: 
Canhão Mauser BK-27 de 27 mm com 120 munições.


Características

Caça Centrado em Rede
O Gripen NG é realmente um caça Centrado em Rede. Incorpora os sistemas de links de dados multifrequenciais mais desenvolvidos e seguros do mundo, conferindo ao piloto uma completa noção da situação ao seu redor, em todos os modos de operação.

Superior Fusão de Dados
Tem um sistema de missão com aviônicos perfeitamente integrados, resultando em uma fusão total dos dados de seus sensores e, em decorrência, em uma capacidade de combate excepcional, garantindo o lançamento extremamente preciso de armas inteligentes.

Carlinga Digital Inteligente
Apresenta um avançado layout 100% digital, com grandes e coloridos displays MFD (Multi-Functional Displays), controles HOTAS (Hands-On-Throttle-And-Stick) e capacete com visor acoplado HMD (Helmet Mounted Display).

Alcance e Raio de Ação
Graças a seus maiores tanques de combustível, o Gripen NG, na configuração de Patrulha Aérea de Combate, alcança um raio de combate de 700 nm (milhas náuticas), ou seja, 1.300 km, a partir da base de operações, com mais de 30 minutos “na estação”.  Tem um alcance de traslado de 2.200 nm (4.000 km).

Enxergue Primeiro – Acerte Primeiro
Uma garantia da alta probabilidade de vitória em qualquer engajamento é a combinação de baixas assinaturas no espectro visual, radar e infravermelho, com uma carlinga digital inteligente, o mais avançado radar AESA, o sensor de busca e rastreamento no infravermelho IRST (Infra Red Search & Track) e uma superior fusão de sensores, incluindo a melhor integração de armas de última geração e o conjunto de guerra eletrônico.

Agilidade Excepcional
O Gripen NG é o caça mais ágil do mundo em combate de perto. Combina um avançado layout aerodinâmico e uma configuração canard-delta com um sistema triplex de controle de voo fly-by-wire digital.

Alta Disponibilidade Operacional
Exigências mínimas de suporte logístico conferem um alto nível de disponibilidade operacional.

Confiabilidade
200 mil horas de voo acumuladas, em total segurança, nas Forças Aéreas da Suécia, República Tcheca, Hungria e África do Sul, assim como na Escola de Pilotos de Teste do Reino Unido (ETPS).

Custo de Ciclo de Vida
O Gripen NG apresenta os menores custos operacionais e de logística entre todos os caças atualmente em serviço.

Desenvolvimento Futuro
O Gripen foi desenvolvido para se adaptar à evolução das ameaças e exigências operacionais, enfrentadas pelas modernas Forças Aéreas.

Biposto
A versão biposto retém toda a capacidade operacional da versão monoposto. O Programa do Gripen NG conta com o apoio total do governo sueco.

Sistema de propulsão
Incorporando a mais avançada tecnologia, o motor General Electric F414G do Gripen NG é um turbojato modular, com pós-combustão, apresentando uma baixa razão de diluição e eficiência no consumo de combustível. Com uma taxa de empuxo superior a 22 mil lb (98 kN), o F414G gera 20% mais empuxo que o atual Volvo Aero RM12 do Gripen, viabilizando velocidade de super-cruise equivalente a Mach 1.1, com armas ar-ar.

Radar
Integrando o único radar AESA de 2a geração do mundo, o ES 05 Raven, o Gripen NG garante sua vantagem em termos de noção situacional.  O radar ES 05 Raven, desenvolvido pela Selex-Galileo com a Saab e a indústria brasileira, é o único radar de combate do mercado munido de uma placa oscilante (swash plate) móvel, permitindo cobrir ângulos de até ±100°. O novo radar traz melhorias em todos os aspectos quando comparado com os radares existentes, a exemplo de:
melhor rastreamento de alvo
amplo campo visual
flexibilidade de modos
maior alcance de detecção
melhores dados eletrônicos de suporte
maior disponibilidade operacional e menores custos de ciclo de vida.


Historia

Saab JAS 39 Gripen foi desenvolvido pela Saab e pela British Aerospace a partir da década de 1980 para renovar inicialmente a frota de aeronaves militares da Força Aérea da Suécia e, posteriormente, para exportação.4

Ele é um dos mais avançados aviões de caça do mundo e foi desenhado para fazer pouso e decolagem em pistas de pouso pavimentadas de comprimento limitado; foi projetado para pousar e decolar em segmentos de rodovias, em pistas de pouso pavimentadas de fazendas e de aeroclubes. Embora esse tipo de emprego não seja comum no Brasil, a Saab projetou o Gripen de modo a tornar isso possível em qualquer país que precise utilizá-lo a partir de segmentos de rodovias pavimentadas ou pistas de pouso com menos de 1 mil metros de comprimento.

O JAS 39 Gripen tornou-se o primeiro caça estável do mundo com estabilizadores do tipo canard móvel4 e asas em delta, graças ao uso da chamada instabilidade intrínseca, controlada por avançado sistema fly-by-wire, que utiliza fios com impulsos elétricos para transmissão de comandos às suas superfícies aerodinâmicas de controle. Tem comprimento de 14,1 m e largura de 8,4 m. Seu peso, vazio, é de 6.800 kg; completo, com armamento e combustível, chega a 14 toneladas.

Tem o radar multimodo Ericsson PS-05/A com funções de busca e rastreamento de alvos múltiplos, navegação, mapeamento do terreno e ataque ao solo.6 Também possui um moderno computador de bordo para o controle de tiro, telas de cristal líquido coloridas e um HUD (Head Up Display) de amplo campo visual.

O motor turbojato RM12 que impulsiona o Gripen foi desenvolvido pelo fabricante norte-americano de motores General Electric e, posteriormente, licenciado para o fabricante sueco de motores aeronáuticos Volvo, que aumentou a sua potência em 10% em relação à versão original.

A combinação dessa motorização Volvo utilizada para impulsionar o Saab JAS 39 Gripen e uma variedade de novas tecnologias, incluindo a aerodinâmica extremamente refinada e o uso de materiais compostos na construção da aeronave, resulta na velocidade máxima de 2.130 km/h em grande altitude e 1.225 km ao nível do mar.

O Saab JAS 39 Gripen está equipado com cerca de 40 computadores que desempenham uma grande variedade de funções, entre elas o sistema de controle fly-by-wire e a comunicação altamente codificada entre aeronaves militares amigas dentro de um mesmo cenário de combate.


O programa NG

O Programa Gripen NG foi concebido pela Saab, em 2005, com o objetivo de desenvolver novos sistemas para uma aeronave de caça multiemprego de última geração e testá-los em laboratórios no solo e ensaios em voo. Estes novos sistemas e recursos também poderão ser utilizados na modernização da atual frota de caças Gripen C/D.

O Programa foi concebido para ser realizado em duas fases: Na primeira, foi feita a adaptação de uma aeronave Gripen D para ser utilizada como ”demonstrador de conceito”.

Após o primeiro voo da aeronave “Demo”, realizado em 27 de maio 2008, foram iniciados os ensaios em voo com o objetivo de testar e atingir um elevado grau de maturidade para todos os novos sistemas básicos e para todas as modificações introduzidas na estrutura da aeronave, além de expandir o seu envelope de voo.

Nesta fase, verificou-se o  funcionamento dos sistemas gerais da aeronave e de outras áreas de importância, como por exemplo, a capacidade supercruise (voo supersônico sem a utilização de pós-combustão), razão de ascensão, taxa de turnaround, cargas externas e consumo de combustível, que foram testadas e confirmadas com excelentes resultados.

Além dos testes acima mencionados, foram determinados os níveis de ruído e as assinaturas infravermelho da aeronave. Realizaram-se, também, sessões de fotos e voos de avaliação para clientes em potencial.


No total, nesta primeira fase, foram realizados 79 voos com impressionantes resultados, seja qual for o padrão adotado.

Na segunda fase, iniciada em 27 de outubro de 2009 e ainda em curso, está sendo testada e confirmada a funcionalidade dos sistemas táticos. Nesta fase foram integrados e testados o radar AESA ES-05 Raven, o Sistema de Alerta de Aproximação de Míssil, bem como o sistema SATCOM da aeronave, obtendo-se, mais uma vez, excelentes resultados.

Além disso, foram realizados testes de voo com um novo e maior tanque alijável, obtendo-se igualmente bons resultados.

No total já foram realizados 73 voos nesta segunda fase, inclusive os voos ferry e os de testes em condições quentes e altas.

O novo sistema de aviônicos do Gripen NG possui uma arquitetura com as funções críticas e não-críticas de voo separadas, que possibilita uma rápida e segura implantação de novas funções e recursos.


DESTAQUES

O Gripen NG aproveita os elementos já testados do projeto do Gripen e os aperfeiçoa, criando uma nova aeronave que incorpora um motor mais potente, o General Electric F414G, e uma capacidade supercruise.

Sua nova estrutura  opera com pesos maiores, possibilitando o transporte de mais combustível e armamentos.

Sua exclusiva arquitetura de aniônicos não só facilita como agiliza a integração de armas e sistemas.

O Gripen NG opera com sistemas de comunicações e sensores totalmente interconectados e integralmente fundidos, o que confere uma capacidade de ponta para a execução de qualquer missão, desde Apoio Aéreo Aproximado (CAS) até combate aéreo além do alcance visual.

Entre os principais sistemas de missão que fazem do Gripen NG  uma máquina do futuro tão formidável, está seu totalmente novo radar AESA Selex-Galileo ES-05 Raven, desenvolvido pela Selex Galileo em cooperação com a Saab Microwave. A antena integrará uma solução swash-plate, atribuindo ao radar uma área de cobertura maior de 200°. Este projeto de desenvolvimento está  totalmente dentro do cronograma estabelecido.

A aeronave  está  equipada com o sistema de guerra eletrônica Saab Avitronics, atribuindo ao Gripen NG uma diferenciada capacidade ativa e passiva de ataque eletrônico , o que, somado ao radar AESA, é fundamental para missões de ataque eletrônico.

O Gripen NG também  está  equipado com um sistema de autodefesa e de alerta de aproximação de míssil. Estes sistemas  lhe conferem um sistema de autodefesa extremamente difícil de derrotar, em qualquer situação de combate.

O avançado projeto de seu cockpit e seu conjunto de sensores proporcionam ao piloto total controle da batalha aérea. Com sua incomparável gama de armas de precisão para ataques ar-ar e ar-superfície, o Gripen NG domina o combate contra todos os alvos terrestres, marítimos e aéreos.

Um datalink munido de vídeo, especificamente projetado para missões de espaço Apoio Aéreo Aproximado  (CAS), conecta o Gripen NG diretamente com as forças terrestres, enquanto seus datalinks ar-ar integram a força aérea no ar e os  meios de controle terrestre em um conjunto imbatível.

E o que é mais importante, todo o sistema do Gripen NG é controlado por seu usuário, munido de total liberdade para modificar e adaptar todos os componentes da aeronave, de modo a atender às necessidades nacionais, sem restrições ou questões de licenciamento.

Nenhuma tecnologia incorporada ao Gripen NG apresenta risco ou deixou de ser comprovada. Muito pelo contrário, todos os recursos foram testados, são sofisticados e representam os últimos avanços tecnológicos feitos, o que faz do Gripen NG uma plataforma absolutamente exclusiva.


GRIPEN NG  

O Gripen NG é um dos caças multiemprego mais avançados do mundo. A sua versatilidade  é a chave para enfrentar e derrotar qualquer  ameaça ao Brasil, presentes  ou  futuras.

Com suas precisas armas teleguiadas, o Gripen NG pode atacar e destruir alvos aéreos, marítimos e terrestres , 24 horas por dia, em qualquer condição meteorológica.

Sua Arquitetura de Aviônicos de última geração e seus sistemas bélicos tecnologicamente avançados, conferem ao Gripen NG a capacidade de detectar e disparar primeiro contra outras aeronaves ou mísseis de cruzeiro, mesmo estando voando a baixa altitude. Isso faz com que seja muito difícil se equiparar ao Gripen NG, em qualquer situação de combate.

O sistema 100% integrado de aviônicos de missão, o que inclui o radar AESA, o sensor IRST e um avançado sistema ativo e passivo de guerra eletrônica, viabiliza uma superior fusão de sensores e uma excepcional capacidade de apoio a decisões.

Dotada de um moderno sistema de alerta de aproximação de míssil,   de alerta por laser e contramedidas a reboque, e de  sistema de bloqueio de sinais (jamming), a aeronave se destaca por suas excelentes características ofensivas e defensivas.

A excepcional agilidade do Gripen NG ó o resultado da combinação de um avançado layout aerodinâmico usando uma configuração combinada de asa canard close-coupled e um sistema digital fly-by-wire. O novo e mais potente motor General Electric F414 G não apenas confere ao Gripen NGa capacidade de supercruise, como também oferece um imbatível baixo custo de ciclo de vida e confiabilidade.

A alta disponibilidade operacional do Gripen,  e suas exigências mínimas de suporte, resultam em uma alta taxa de saídas e mais tempo no ar.

Uma ampla gama de armas tecnologicamente avançadas podem ser adquiridas de fornecedores de todas as partes do mundo, dando à Força Aérea Brasileira a liberdade de escolha e eliminando as restrições de fornecedor único.

Em 1957, a Saab introduziu pela primeira vez o datalink em um caça. A Saab, 55 anos depois, ainda detém esta posição como a criadora premium de caças centrados em rede.

No Gripen NG, um futuro piloto da FAB poderá não só participar da Rede de Defesa do Brasil, como também será um ponto de conexão, tornando os demais participantes da rede ainda mais eficientes, compartilhando e suprindo informações e inteligência.

Um piloto de caça precisa saber o que está acontecendo em sua volta para ter superioridade de informações. Esta consciência situacional  é vital para combates centrados em rede e a execução de missões de combate. Esta, porém, não é a única chave para se vencer uma batalha no Século XXI, onde a troca de informações é intensa. Trata-se apenas de um elemento viabilizador. Com armas e sensores tecnologicamente avançados, o Gripen NG não confere apenas ao combatente a capacidade de coletar informações da  arena  de combate , como também a amplifica sua  capacidade de processar e analisar estas informações e tomar uma ação imediata e correta .

Mais de 30 anos de experiência com datalinks aéreos, um cockpit 100% digital , um conjunto de armas incomparável,  faz do Gripen NG o caça multiemprego mais flexível do mercado, pronto para travar e vencer combates no Século XXI.

Com todas essas vantagens, o Gripen NG ainda é a aeronave de ultima geração com os menores custos de aquisição, de manutenção e de opração, totalmente compatível com os restritos orçamentos de defesa.

BRASIL

O Gripen NG concorreu na licitação para a modernização da Força Aérea Brasileira, conhecida como FX-2. Em 5 de Janeiro de 2010, o relatório final de avaliação da FAB colocou o JAS-39 Gripen à frente dos outros dois candidatos. O fator decisivo foi, aparentemente, o custo global dos novos caças, tanto em termos de custo unitário como de operação e manutenção.

Em 18 de dezembro 2013, após mais de dez anos de discussão, a presidente Dilma Rousseff decidiu pela aquisição destes caças para a FAB. O pacote de 36 aviões irá custar US$ 4,5 bilhões. A nova aeronave será montada no Brasil a partir da quinta unidade, participando outros seis países no fornecimento dos diversos componentes.  Em outubro de 2014, foi assinado formalmente o contrato da Saab com o governo brasileiro. O fornecimento seria de 28 unidades do Gripen NG de apenas um assento e mais 8 de dois assentos. O valor da transação ficou em torno de US$ 5,4 bilhões de dólares (R$ 13,4 bilhões de reais), um acréscimo de um bilhão do que era previsto. O aumento foi justificado por componentes técnicos que os militares brasileiros exigiram. Cerca de 15 destas aeronaves seriam montadas no Brasil, mas brasileiros estariam envolvidos em todas as etapas da construção dos 36 caças.





















5 comentários:

  1. Gostaria de te parabenizar pela ótima matéria amigo, mas como um leigo no assunto ainda eu gostaria de saber o que quer dizer "30 mins on station", o senhor que mais entendido no assunto poderia explicar por favor ? eu agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu creio que " 30 mins on station" seja o tempo de queima de combustível que a aeronave realiza para ligar os motores, fazer o taxiamento ( ir para pista de decolagem) e realizar a decolagem.

      Excluir
    2. Ou pode ser o tempo que a aeronave leva para realizar a missão depois que chegar em seu destino, não acredito que ele demore tanto tempo pra decolar.

      Excluir