sábado, 6 de abril de 2013

AV/MT-300 Matador



AV/MT-300 Matador

Míssil de Cruzeiro 


Anunciado em 2001, mas em processo de desenvolvimento desde 1999, o AV/MT-300
“MATADOR” (AV= Avibrás; MT= Míssil Tático; 300 = alcance em quilômetros) é um míssil
de cruzeiro tático, solo-solo do tipo “fire-andtarget” ou, em português, “dispare e esqueça”,
com capacidade de alcance até 300 quilômetros. O projeto deste sistema prevê que ele será guiado
por uma central inercial a laser e GPS semelhante aos mísseis americanos BGM 109 Tomahawk. O
“MATADOR” será lançado do Astros II 2020 com dois mísseis por lançador.
O AV/MT-300 será capaz de transportar uma ogiva de até 200 quilogramas de explosivos
de diversos tipos, desde munições antipessoal até um explosivo de grande porte homogêneo
de 200 quilogramas, a alvos situados a até 300 quilômetros de distância.Existem estudos para
outras variantes do míssil como os de lançamento naval (conhecidas como X-300) e de lançamento

por meios aéreos, sobre os quais a Avibrás tem trabalhado nos últimos anos, ainda que de forma
lenta devido à falta de recursos. É uma solução 100% brasileira, com total independência tecnológica e domínio intelectual, destinado a prover as Forças Armadas Brasileiras (Exército e Marinha) de material de emprego militar com elevada capacidade de dissuasão, estando previsto para entrar em operação em 2015.




AV/MT-300 que será lançados por camiões Astros 2020. Os novos mísseis serão guiados por um sistema inercial por laser e GPS, de forma idêntica aos mísseis americanos BGM 109 Tomahawk, voando como um míssil até se aproximar do alvo, altura em que abre as asas e passa a voar como um pequeno avião supersónico, até ao momento do impacto.

AV/MT-300 terá, um preço muito inferior . As características e promessas desta proposta brasileira já atrairam o interesse dos actuais utilizadores do sistemas Astros II. Como a Malásia que ainda recentemente comprou sistemas Astros II por 180 milhões de dólares ou Arábia Saudita, o Qatar e o Kuwait, para além do Brasil, claro.




Um comentário: